A atual exportação de calçados brasileiros e suas perspectivas

Tem interesse na exportação de calçados de couro? Entenda como o Brasil é o quarto produtor mundial no seguimento calçadista, e possui tantas dificuldades na exportação de calçados.


Atualmente, no Brasil existem muitos produtores com interesse na exportação de calçados, principalmente devido ao desaquecimento da economia nacional no setor. O que pode transformar a exportação em uma solução. Porém, muitos deles são desestimulados pelo foco brasileiro na produção e exportação de calçados de borracha e plástico (principalmente chinelos). Além de que, pode ser complicado exportar sem o auxílio de uma empresa de consultoria empresarial, devido a questões tarifárias, barreiras, etc. Tais obstáculos podem ser facilmente superados com o serviço de Análise Burocrática, realizado pela Orbe Consultoria Internacional. Assim como outros estudos fundamentais para a exportação, inclusive de calçados. Conheça mais sobre o assunto:


O Brasil e o cenário internacional de calçados

Você sabia que apesar do Brasil ser o quarto maior produtor mundial no seguimento calçadista, ele ocupa a posição de 11° em exportações no setor? Isso ocorre porque o país possui um grande mercado consumidor, o quarto maior nesse setor, devido ao grande tamanho da população brasileira. Porém não é muito competitivo no cenário internacional, de maneira que exporta menos do que países que não são tradicionais na produção de calçados, como por exemplo Países Baixos e Reino unido.


O cenário internacional de calçados atualmente é dominado pelos tigres asiáticos, sendo os maiores produtores China, Índia e Vietnã, e logo atrás do Brasil está a Indonésia. Dessa maneira os tigres asiáticos são responsáveis por mais de 53% da produção mundial de calçados. Além disso, a China é também a maior consumidora de calçados, seguida pela Índia, e depois Estados Unidos.


A produção e exportação de calçados brasileiros

A produção e exportação de calçados brasileira tem foco em calçados de borracha e plástico. Os quais são em sua maioria chinelos, e representam 49% da produção de calçados do país, seguidos pelos calçados de laminados sintéticos que constituem 28,8% da produção, e finalmente couro, que representa apenas 17,7%. O Rio Grande do Sul é o segundo maior produtor de calçados dentre os estados brasileiros, sendo o maior na produção de calçados de couro.


Além do atual cenário de pandemia, a exportação de calçados brasileira têm decaído desde 2007, com poucas exceções de anos em que houve pequeno crescimento. Isso ocorreu devido ao grande crescimento das exportações chinesas no setor. Além de que, recentemente, a instabilidade política na América Latina causou um impacto negativo na exportação de calçados brasileira, pois tal mercado é um grande importador desse produto. Porém, atualmente, a China tem desacelerado sua produção de calçados, a qual migrou para seus países vizinhos, principalmente Vietnã e Indonésia.


Os maiores compradores de calçados brasileiros são Estados Unidos, Argentina, Alemanha, França e Bolívia. Embora o Brasil exporte calçados para mais de cem países, as vendas são muito concentradas. De maneira que em 2019 o maior comprador sozinho, os Estados Unidos, foi responsável por quase 20% das exportações de calçados brasileiros.


Assim pode ser interessante para os produtores de calçados buscarem novos mercados para exportar. Para assim aproveitar o momento de desaceleração da produção chinesa no setor, além da guerra comercial entre os EUA e a China, a qual faz com que ambos deixem de comprar um do outro, e também de alguns de seus parceiros. Desse modo, existe mais espaço para os produtos brasileiros no cenário internacional. E dentre tais produtos está o calçado, pois tanto os Estados Unidos como a China são grandes produtores deste. Então para onde exportar?


Como saber para que países exportar?

A Orbe Consultoria Internacional é uma empresa de consultoria empresarial, que oferece diversos produtos para auxiliar no processo de exportação das empresas, e assim diminuir os riscos de tal processo tão importante. Dentre estes produtos, está a Identificação de Mercados, a qual analisa parâmetros setoriais, comerciais e competitivos de países com dados quantitativos, com o objetivo de compará-los entre si, para encontrar o melhor país para exportar um determinado produto. Para cada produto podem ser usadas variáveis diferentes, de modo que pode ser feita uma análise especifica para exportação de calçados de couro, por exemplo. Dessa maneira os riscos da exportação são minimizados, assim como os gastos. Entre em contato conosco para mais informações!


Fontes: Abicalçados | Apex Brasil | Trade Map


Agende um diagnóstico gratuito!

arrow&v
arrow&v
arrow&v
arrow&v

© 2020 | Empresa Júnior de Relações Internacionais da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais de Franca, São Paulo.