Benefício do tratado entre Mercosul e UE para a exportação de café

Atualizado: Mai 3


O trata comercial entre Mercosul e União Europeia (UE)

Em junho de 2019, na cidade de Bruxelas na Bélgica, foi firmado um tratado de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia (UE) benéfico não apenas aos produtores de café nacionais, mas também a todo o mercado agricultor, incluindo os produtores brasileiros.


Falando mais especificamente, o acordo dá o destaque ao setor cafeeiro devido a isenção tarifária aos produtos do setor como o café verde, café solúvel, extratos e café torrado. É válido destacar que produtos como o café torrado e café solúvel antes tinham uma tarifa de 9% para entrar em território europeu e agora com a implementação do acordo atingiram o livre comércio, isto é, os produtos atingem o mercado com preços menores, proporcionando uma maior competitividade no mercado uma vez que o café colombiano, equatoriano e o café árabe pagam taxas menores.


O café brasileiro no mundo

Segundo o Diretor de Relações Institucionais da Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel (Abics), Aguinaldo José de Lima, o Brasil perdeu mercado nos últimos anos devido a essa tarifa imposta de 9% e também a regimes preferenciais de tarifas e acordos comerciais de países concorrentes no setor. Desta forma, o acordo de livre comércio entre o Mercosul e União Europeia é uma forma do Brasil reconquistar seu espaço no mercado cafeeiro europeu, já que é um café de alta qualidade com investimentos em pesquisa, tecnologia e meio ambiente. O presidente do Conselho Deliberativo do Cecafé, Nelson Carvalhaes, ressalta que o café brasileiro já atende às exigências do mercado europeu: “Tem rastreabilidade, é sustentável. Somos um país com leis sociais e ambientais muito rígidas e isso atende os mais exigentes consumidores da União Europeia”.


O café brasileiro em números

É importante ressaltar que a UE é o segundo maior destino do café solúvel brasileiro com 466 mil sacas/60kg em 2018. Em questões numéricas, perde apenas para os Estados Unidos que tem o equivalente a 644 mil sacas/60kg. O Brasil bateu o recorde histórico de exportações de café, com volume total de café verde, solúvel, torrado e moído de 40,61 milhões de sacas de 60kg em 2019, informou o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé). Nas Exportações, os destinos foram os Estados Unidos, com 7,9 milhões de sacas, 19,4% do total embarcado pelo Brasil no ano. Em segundo, vem a Alemanha, com 6,8 milhões de sacas, 16,7% do total. E, em terceiro, a Itália, com 3,6 milhões de sacas, isso dá 8,8% de participação do total. Se você é produtor de café, enquanto este acordo entre os blocos econômicos vigora, o momento de exportar é agora.


A queda na tarifa comercial pode trazer bons resultados para o exportador brasileiro de café. É extremamente necessário analisar acordos comerciais e barreiras antes de realizar a exportação pois, dessa forma, o empresário pode conhecer todas as fraquezas e forças de um país ou região antes de iniciar o processo.


Fonte: Revista Globo Rural | A Lavoura | Safras e Mercado | Isto é



Agende um diagnóstico gratuito!

arrow&v
arrow&v

© 2020 | Empresa Júnior de Relações Internacionais da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais de Franca, São Paulo.