Business%20Colleagues_edited.jpg
  • Orbe

Saiba como identificar o país certo para exportar seu produto!


Você já deve saber que identificar o mercado-alvo corretamente, é uma das etapas mais cruciais para obter sucesso fora de seu país de origem. Você já tentou definir para qual país exportar seu produto, mas as variáveis são muitas e a pesquisa é trabalhosa e complicada? Continue lendo nosso post que vamos tirar essas dúvidas e oferecer uma solução incrível!


Se você deseja exportar de forma segura e sustentável, ou seja, de maneira recorrente, é preciso pensar além do que apenas o preço praticado. Existem outras questões de extrema importância que devem ser levadas em conta, como o custo do frete, o risco comercial do país em potencial, a existência ou não de barreiras comerciais, acordos, ou até mesmo a possibilidade de estabelecimento de relações comerciais duradouras. Sabendo disso, após a decisão de se expandir internacionalmente, o empresário tende a se questionar sobre “Onde é o melhor mercado para eu começar?” ou “Qual mercado aceitaria melhor o meu produto?”.


O que é identificar um mercado?


A Orbe entende que estas dúvidas são extremamente válidas, já que a empresa tem possibilidades variadas e cada uma impacta de formas diferentes na margem de lucro. Então é crucial elaborar um conjunto de estratégias, pois a partir de um planejamento, a empresa aumenta a probabilidade de ter sucesso na internacionalização dos seus negócios e na promoção dos seus produtos no exterior. Para responder às primeiras questões que perpassam a cabeça do empresário e gerar mais confiança no processo de exportação, o ideal é que seja feita uma identificação de mercado.


A identificação de mercados é o primeiro estudo estratégico a ser feito acerca do mercado externo. Esta análise é feita de forma quantitativa (dados numéricos) e busca os países em que o produto da empresa teria maior probabilidade de adaptação no processo de exportação. Essa etapa é importante porque um fator essencial para uma identificação de mercados bem feita é que ela seja um estudo completo e personalizado de acordo com o produto da empresa. Não é prudente usar os mesmos resultados de uma análise do mercado da madeira para o mercado de feijão carioca, por exemplo. Considerando este aspecto, análise parte de variáveis mais gerais até variáveis mais específicas. As variáveis específicas são definidas de acordo com as particularidades do produto. Enquanto isso, as variáveis gerais incluem:

  • Questões geográficas;

  • Situação política e econômica do mercado;

  • Barreiras comerciais;

  • Poder de compra da população;

  • Concorrência;

  • Taxa de câmbio e outras.