A embalagem influência no processo de exportação?

Atualizado: Mai 13


A influência da embalagem para o produto

Um dos principais pontos que interferem diretamente na venda de produtos é a adequação de sua embalagem de acordo com as especificidades do mercado alvo. Pode parecer de pouca importância, mas as embalagens são, muitas vezes, a primeira impressão do consumidor sobre o produto e, uma vez que essa impressão for boa, a chance de venda e de voltar a comprar é muito maior. Por conta disso, existem muitos fatores que estão ligados a este tipo de adequação de embalagens ao mercado de interesse.


Estima-se que 80% das mercadorias possuem algum tipo de embalagem. Isso ocorre porque, além de ser um elemento significativo no processo de comercialização e exportação de produtos, as embalagens podem ser interpretadas como ferramenta de marketing, pois atendem um conjunto complexo de demandas culturais e mercadológicas variando de acordo com o país no qual estão inseridos.


Considerando a relevância da embalagem para a jornada de compra do consumidor, uma pesquisa da organização global sem fins lucrativos Two Sides aponta que grande parte das pessoas reconhece a influência das embalagens na decisão da compra, sendo que, para aproximadamente 40% dos entrevistados, essa influência ocorre de forma frequente.

A embalagem no cenário internacional

No âmbito internacional, a indústria de embalagens representa aproximadamente 2% do PIB dos países de todo o mundo, movimentando anualmente US$500 bilhões. As grandes empresas do ramo, junto aos fornecedores de componentes de embalagens, empresas logísticas, especialistas em marketing e design de produto e pesquisadores se mobilizam em prol da estruturação de padrões e tendências internacionais de qualidade, design e usabilidade


No exterior, na maioria das vezes, sua marca não é conhecida e a divulgação também não será feita da mesma forma que poderia no mercado nacional. Devido a isso, a embalagem deve ser a ferramenta de marketing mais forte na qual a empresa investirá. Entretanto, para que tal marketing da embalagem seja bem sucedido e garanta uma melhor absorção do produto no mercado internacional, diversos fatores, além do mercadológico, devem ser levados em consideração e incorporados na embalagem.


Quais são esses fatores?

1. Culturais: Os fatores culturais do novo país em que deseja se inserir devem ser respeitados e servir de guia para que a empresa adapte as característica do produto. Aspectos como poder aquisitivo da população, hábitos e costumes, materiais mais aceitos para embalagem, tamanho de embalagem mais popular entre os consumidores locais, abertura e fechamento, além de cor e outros aspectos referentes a aparência são cruciais para determinar se o seu produto será bem absorvido


2. Legislação: Cada mercado possui especificidades acerca de como o rótulo, o material e a tradução devem ser apresentados no produto, interferindo diretamente na regulação do produto neste mercado. Produtos irregulares não podem ser vendidos, causando prejuízo para as empresas que não se adequam a estas legislações. Em certos mercados, mais de uma língua é falada, desta forma, devem estar contidas na embalagem informações em ambas as línguas. Além disso, em outros países, as embalagens são muito diferentes do que a do mercado nacional e cabe às empresas identificarem estas especificidades e adequarem seus produtos antes da inserção destes em outros mercados.

Todos os fatores supracitados são importantes para a venda bem sucedida dos produtos e otimização dos resultados no mercado onde a empresa deseja se inserir. Por isso, identificar e analisar esses fatores cabe às empresas para que, posteriormente, adequem seus produtos antes da inserção destes em outros mercados.

Agende um diagnóstico gratuito!

arrow&v
arrow&v

© 2020 | Empresa Júnior de Relações Internacionais da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais de Franca, São Paulo.