Entenda a relação benéfica entre Municípios e Associações

Atualizado: Mai 13


No atual mundo globalizado é necessário que os atores inseridos no Sistema Internacional possuam determinado grau de consolidação, influência e eficácia, para que as demandas sociais e mercadológicas sejam atendidas de maneira eficaz. Para isso, a estruturação de um planejamento que considere as etapas de idealização, estruturação, investimento, aplicação e adaptação das políticas públicas. Desta forma, o aprimoramento de pontos fracos nas gestões das instituições como falta de conhecimento; contabilidade; comunicação; entre outros é indispensável, todavia, uma boa infraestrutura não é suficiente para o seu sucesso.


Mas o que é Globalização e Sistema Internacional?

O Sistema Internacional surgiu antes da consolidação do capitalismo, como um sistema econômico de alcance global. Em termos simples é determinado como o espaço onde se desdobram várias relações, sejam elas políticas, econômicas ou sociais entre atores internacionais (Estados, empresas, instituições sem fins lucrativos, etc). Esse conceito já foi discutido entre várias vertentes de pensadores das Relações Internacionais, como na vertente neoliberal e na interdependência de Robert Keohane e Joseph Nye, ou do realismo clássico de Hans Morgenthau.


Já a Globalização é um processo que se constitui dentro do internacional, determinado como um movimento de integração comunicativa entre as mais diversas áreas, como política, social, cultural e até mesmo econômica. Ainda há divergência de quando surgiu, pois há pensadores que defendem seu surgimento nos tempos modernos (final do século XX e início do século XXI), mas também há pensadores que datam o início desse processo antes mesmo da descoberta das Américas.


Conhecendo o que é Know-How

É uma estratégia que compreende normas, métodos e procedimentos profissionais no empreendimento de atividades aplicáveis à dinâmica da organização. Assim, pode-se sintetizar o know-how como compreensão técnica e especializada sobre uma área específica e sua importância se elucida através da gestão de conhecimento que viabiliza a otimização de recursos, serviços, estratégias e equipe. Dessa forma, há diversas conexões que estimulam o desenvolvimento das potencialidades por meio da troca de know-how entre municípios, países e organizações, o que contribui na atração de investimentos, no posicionamento do município e na expansão das redes de contato no cenário internacional.


O que são Associações e qual é o seu papel?

As associações, por sua vez, têm como objetivo defender os interesses do segmento que representam e fortalecer os associados recorrendo à articulação comunitária. Logo, sua configuração é determinada de acordo com seus propósitos particulares, como por exemplo: o objetivo de conquista do lucro de um determinado segmento de mercado; humanitarismo; o desenvolvimentismo; qualidade de vida; entre outros. Essas organizações ainda incentivam trocas, a criação e o debate de pautas comuns e a expansão do networking e do alcance institucional.


No cenário municipal, a aproximação de cidades com metas e características semelhantes de países ou até continentes diferentes se estabelece como plano amplamente benéfico por considerar as especificidades e impulsionar trocas recíprocas que incentivam o desenvolvimento mútuo por intermédio de trocas.


Conheça algumas Associações Intermunicipais:


Associação Brasileira de Municípios

Fundada na cidade do Rio de Janeiro em 15 de março de 1946, hoje sua atual sede é em Brasília-DF. É uma sociedade civil sem fins lucrativos, que tem por objetivo: 1) formular em suas grandes linhas as diretrizes do movimento municipalista no País, defendendo as iniciativas que visem às descentralizações administrativas e econômica; 2) promover o aperfeiçoamento da administração municipal; 3) promover estudos que deverão ser encaminhados aos poderes competentes, sugerindo-lhes as medidas que parecem boas oportunidades e necessárias.


Programa Cidades Sustentáveis

Criada em 2012, é uma associação de municípios que visam o cumprimento de uma agenda de sustentabilidade urbana que incorpora diversas dimensões, dentre essas estão: social, ambiental, econômica, política e cultural no planejamento municipal. Atua principalmente na comoção e na mobilização de governos locais para a implementação de políticas públicas estruturantes, que contribuam para a diminuição da desigualdade social e para a construção de cidades mais justas e sustentáveis. Seus eixos temáticos são alinhados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), das Nações Unidas.


Mercocidades

A associação surgiu em 1995, do intuito da integração regional causado pelo Mercosul, respeitando a diversidade cultural, junto a vocação de construir uma cidadania participativa e sem fronteiras. Com a participação de 353 cidades de 10 países diferentes onde habitam mais de 120 milhões de pessoas.


Fontes: Jus.com.br | ABM | Cidades sustentáveis | Mercocidades | IBC



Agende um diagnóstico gratuito!

arrow&v
arrow&v

© 2020 | Empresa Júnior de Relações Internacionais da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais de Franca, São Paulo.