Business%20Colleagues_edited.jpg
  • Orbe

Orbe entrevista: O Marketing Internacional e as exportações

Atualizado: 17 de ago. de 2020



Fernanda Pasquale é bacharel em Desenho Industrial - Projeto do Produto pela Universidade Mackenzie, com Pós-Graduação em Comunicação de Marketing pela ESPM e MBA em Marketing pela FGV, além de ter participado em diversos outros cursos relacionados a liderança e estratégia de marketing. Em sua trajetória, trabalhou nas mais diversas etapas de marketing e desenvolvimento de produtos, do projeto à entrega ao cliente. Entre as funções desempenhadas, destacam-se a coordenação de projetos, o estabelecimento de relações com o mercado consumidor, organização de reuniões globais e open houses, participações em feiras internacionais, desenvolvimento de ações de marketing, liderança de equipe global de comunicação estratégica, além de muitas outras. Em 2009 fundou a Markets Abroad, empresa à qual, hoje em dia, se dedica integralmente, e que promove assessoria especializada em marketing internacional para a projeção de empresas no mercado mundial.


O projeto nasceu da observação do despreparo de empresas internacionais ao participarem de feiras de negócios no mercado brasileiro, como uma solução para esse problema por meio de serviços de pesquisa de mercado e planejamento estratégico. Compartilhando das mesmas ideias, a Orbe Consultoria Internacional traz uma entrevista com sua mais nova parceira, para esclarecer aspectos de marketing e sua importância para o atual cenário.


Quais as diferenças entre uma estratégia de marketing e uma estratégia de marketing internacional?

A estratégia na sua essência não muda, pois o papel do marketing é sempre o mesmo: avaliar caminhos para se atender da melhor forma o mercado. Nesse sentido, em ambos os casos é necessário estudar o cenário local e avaliar se o produto, sua marca e seu valor devem ser adaptados para atender a expectativa do consumidor. Para isso é preciso entender o público-alvo, os melhores canais para se chegar até ele e, que tipo de mensagem fará sentido dentro do seu contexto de vida. O que muda entre marketing internacional e o convencional é a amplitude desse trabalho: no internacional são consideradas, não só características demográficas, mas também as barreiras relacionadas à distância geográfica, normas técnicas, aspectos legais, culturais, e claro, o idioma do cliente. Quanto mais se amplia a abrangência do mercado em uma prospecção internacional, mais diverso esse espectro se torna, e mais adequações serão necessárias ao produto, sua embalagem, sua estratégia de venda e muitas vezes até à sua marca.


Como você definiria a importância do marketing e suas estratégias para atual cenário da exportação/internacionalização?

O marketing é essencial para que o empresário possa dar o passo da internacionalização/exportação conhecendo o mercado que ele vai encontrar, testando a aceitação do produto ou serviço antes mesmo que ele chegue ao seu destino. Há aquele exemplo clássico do Walmart, que ao entrar no mercado brasileiro, incluiu uma linha de produtos especiais para neve. É claro que enviar produtos para um mercado onde não existe nenhuma necessidade de consumo é um grande desperdício de recursos.


Para evitar esse problema, é necessário fazer uma pesquisa para tomar a decisão de como exportar, conhecer as necessidades e hábitos do cliente, o potencial de consumo e a concorrência no país. Se já existem várias marcas de um determinado produto nesse mercado, como um produto brasileiro pode ter chance de competir? Através do estudo do mercado é possível entender como cada marca concorre