• Orbe

Você sabe a importância do censo demográfico para as políticas públicas?

Atualizado: Mai 13

No último mês, um assunto tomou conta das redes sociais e dos noticiários ao redor do Brasil: a suspensão do censo demográfico de 2021 após a aprovação do orçamento anual pelo poder executivo. No entanto, muita gente não sabia o quanto o censo é importante para um país.


Você é uma dessas pessoas? Ou simplesmente não entendeu o quanto que a decisão de não realizar o balanço da demografia de um país pode afetá-lo? Não tem problema, nós te ensinamos neste post! Nós, da ORBE Consultoria Internacional explicamos o que é o censo, o que ocorreu no orçamento de 2021 e qual foi o veredito sobre o balanço demográfico, além de explicarmos também sua importância para as políticas públicas de um município, estado, ou até mesmo de um país.


Ah, além disso, também te dizemos como ele é importante para a realização de nossos serviços! Mas poxa, você caiu de paraquedas aqui, e não sabe quem é a Orbe ou os serviços que oferecemos?


Nós somos uma empresa júnior de Relações Internacionais da Universidade Estadual Paulista, a UNESP, localizada em Franca, e desde 2003 realizamos serviços de consultoria internacional. Se você ficou curioso, clique aqui para conhecer mais dos nossos serviços. Agora, te convidamos para descobrir qual a importância do censo e tudo que ela gerou no Brasil ultimamente.


O que é o censo demográfico?


De uma forma simples, podemos definir que o censo demográfico nos diz quem somos como um povo brasileiro, qual nossa idade, o tamanho de nossa população e, portanto, quem compõe o Brasil. Ele é realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), e consiste em um questionário que investiga características demográficas, sociais e econômicas de todo o contingente populacional brasileiro que vive em domicílios particulares permanentes. Então, é preciso reforçar que , nesse caso, o censo demográfico exclui os moradores de rua.


Dessa forma, o censo abrange questões como taxa de natalidade, de fecundidade, de mortalidade e de migração da população, além de acesso a água e saneamento básico nos domicílios. Ademais, também realiza um balanço sobre raça e gênero dentro dos domicílios, sobre a distribuição de renda e as condições de moradia nos centros urbanos.


Mas de quanto em quanto tempo ele é realizado? A cada 10 anos, o censo demográfico é realizado no Brasil pelo IBGE, pois, em um curto período de tempo, a população pode sofrer alterações significativas. No entanto, nesta década, a pesquisa, que deveria ter sido realizada em 2020, teve recursos destinados ao Ministério da Saúde para auxiliar nas medidas contra a pandemia do coronavírus. Então, ficou definido que ela só seria realizada em 2021, com orçamento e questionários reduzidos para levantar informações sobre a sociedade brasileira. Contudo, já em 2021, a pesquisa foi cancelada por falta de previsão no orçamento do ano.


O que aconteceu com o orçamento de 2021? E por que havia sido determinado que não haveria um censo neste ano?


Como dito anteriormente, o censo demográfico seria realizado em 2020. Contudo, devido à pandemia de covid-19, ele foi adiado para 2021, ainda que com recursos reduzidos. Mesmo com o adiamento determinado pelos órgãos públicos com um ano de antecedência, o Ministério da Economia afirmou que o levantamento também não seria realizado em 2021, e a justificativa dada pelo secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, foi a falta de previsão de recursos no orçamento de 2021, sancionado quatro meses após o início do ano.


Pode parecer muita informação, mas calma, vamos explicar certinho o que aconteceu com o orçamento anual. No dia 22 de abril de 2021, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou o orçamento de 2021. Com o maior atraso dos últimos 15 anos, a aprovação contou, principalmente, com o veto presidencial de, aproximadamente, R$ 20 bilhões de despesas. Dessa forma, diversos projetos, dentre eles, emendas parlamentares, foram suspensas neste ano e, como visto, houve também uma redução no teto de gastos destinado ao IBGE. Assim, o Instituto suspendeu as provas dos concursos para contratação de recenseadores.


Então nós ficaríamos mais um ano atrasados e sem censo demográfico? Sim! Porém, menos de sete dias após a aprovação orçamentária de Bolsonaro, o ministro Marco Aurélio Neto, do STF (Supremo Tribunal Federal) determinou que governo federal faça o necessário para implementar as as medidas necessárias para que o censo demográfico seja realizado em 2021. Segundo o ministro, a Constituição obriga a realização do levantamento de dados, além de ser extremamente importante para uma melhor administração pública. Então, no início, o IBGE retomou os concursos para recenseadores, divulgando novas datas, o que nos mostra que o levantamento muito provavelmente ocorrerá neste ano.


E qual a importância do censo demográfico para as políticas públicas?


A gente já pode concordar que a realização do censo demográfico é uma das coisas mais importantes de uma década, já que ele reúne todas as informações sobre a população de um país, e, assim, auxilia em diversos setores da sociedade. O último censo foi realizado em 2010, certo? Já pensou em quantas pessoas nasceram, morreram, mudaram de classe social, de emprego, de casa, desenvolveram uma família? Esse número varia de uma forma absurda! Portanto, é fundamental que a constância na realização do censo seja mantida.


Por retratar tão bem a realidade de um país, a realização do censo é fundamental para as políticas públicas, sejam elas municipais, estaduais ou federais. A partir dos dados do censo, o governo federal distribui os recursos dos Fundos de Participação de Estados e Municípios (R$ 161 bilhões em 2020) e o Supremo Tribunal Eleitoral determina quantos deputados cada estado deve ter.

Além disso, é por meio dos dados demográficos que se pode saber quem é dependente do Bolsa Família em cada cidade, e quanto os estados e municípios precisam investir em saúde, educação, transporte e obras sanitárias. É a partir dos dados do Censo que se fazem as pesquisas de mercado, de opinião pública e eleitoral, e são essas pesquisas que permitem que uma empresa decida onde vai abrir uma loja ou instalar uma fábrica, conforme o número de pessoas, suas idades e níveis de renda da população local. Além disso, um censo atualizado afeta diretamente a credibilidade do país, o que influencia a decisão de investidores de trazer ou não seus recursos para cá.


Então, se nós não temos um censo, essas informações acabam perdendo sua confiabilidade e, cada vez mais, a imagem que se tem do Brasil como um todo, mais fragilizada. Além disso, também é preciso lembrar que o censo possibilita uma melhor dimensão da população não só do Brasil, mas também do mundo todo, e esses dados são utilizados para atingir a excelência de nossos serviços. Vamos descobrir a importância desse levantamento para a Orbe?


A relação do censo com os projetos da orbe


Já deu pra notar o quanto a existência de um censo demográfico atualizado é importante para um país e para o mundo. Mas também é importante que a gente explique, na prática, como ele é utilizado!


No nosso serviço de Guia do Investidor, elaboramos um material estratégico que permite compreender quais são as características demográficas, culturais e econômicas mais positivas em um município. A partir desses dados, investidores nacionais e internacionais podem se interessar pela área de atuação de uma cidade, expandindo seus investimentos nela. Então, para realizar um serviço de qualidade, a Orbe utiliza o censo e seus levantamentos para garantir que a elaboração deste guia seja completa. Se você se interessou pelo Guia do Investidor, venha conhecer mais desse serviço clicando aqui.


Além disso, a Orbe utiliza o censo em nosso serviço de Guia do Candidato, destinado aos candidatos a cargos políticos. Por meio de um estudo completo, fornecemos um planejamento estratégico que abrange não só o perfil do eleitorado como também o perfil do município em questão. E, para isso, também fazemos uso do censo demográfico, e é de extrema importância que ele seja atualizado, pois a população eleitoral de um município muda muito em uma década, não? O Guia do Candidato é uma ótima proposta para aqueles que desejam conhecer mais sobre um município, e você pode conhecer mais benefícios dele neste artigo.


Mas espera, você achou que só usávamos o censo em serviços do setor governamental? Claro que não! O censo demográfico também é fundamental para realizarmos serviços como o Estudo de Mercado, no qual reunimos as características de mercado do país que você deseja exportar, tornando o processo de exportação seja otimizado e tenha maior chance de sucesso. No Estudo de Mercado, a Orbe realiza um levantamento dos dados demográficos, geográficos e econômicos dos países desejados, e, para isso, também utilizamos o censo demográfico! Você pode saber mais sobre o Estudo de Mercado e falar com um de nossos especialistas aqui.


Não dá nem pra resumir a importância que um censo demográfico atualizado e eficiente tem para que políticas públicas e serviços sejam realizados com excelência, não é? Nós da Orbe esperamos que esse artigo tenha de ajudado a compreender um pouco mais sobre esse levantamento e o quanto ele é necessário em um país tão vasto quanto o Brasil, e que ele deve ser realizado o quanto antes.


E não se esqueça de ficar atento às nossas redes sociais, principalmente ao nosso Instagram e ao nosso LinkedIn! Sempre postamos diversos conteúdos para que você, nosso cliente, não fique de fora das atualizações do mundo corporativo, com muita agilidade e objetividade.


FONTES: ÉPOCA | G1 | POLITIZE