Marketing Urbano: A gestão pública no desenvolvimento regional

Atualizado: Mai 3


O que é Marketing Urbano?

No âmbito governamental, é frequente o debate acerca de formas de se projetar uma cidade no cenário internacional. Existem diversas ferramentas que auxiliam a concretizar essa projeção, dentre elas, tem-se o Marketing Urbano ou marketing de cidades, um braço do planejamento estratégico da gestão pública. Nesse cenário, a gestão deve buscar uma identidade para a cidade, e a partir dessa identidade, buscar um nicho de atuação. Trata-se então de uma transferência da lógica de organizações privadas para o setor público local, abrangendo objetivos, missões e valores. Nesse caso, o produto é a cidade, que deve apresentar uma identidade comercializável e rentável, dada suas aptidões e características, sobretudo tendo em vista a atração de investimentos produtivos privados.

Ferramentas de Marketing Urbano

Assim, o Marketing Urbano surge com uma proposta de estruturar a identificação do público com a cidade através de um plano de desenvolvimento municipal. Mas quais são as ferramentas indispensáveis utilizadas para este fim?


A Orbe Consultoria Internacional elencou as 5 principais para você entender melhor o que compõe esse processo:

1. Ícones Arquitetônicos;

2. Eventos Emblemáticos;

3. Marcas (arquitetos, edifícios, marcas de intervenção por equipe especializada);

4. Discurso, slogan e logotipo;

5. Parcerias público-privadas.


Dentre alguns dos instrumentos essenciais, a Orbe Consultoria Internacional destaca os grandes eventos internacionais como um meio de projeção mundial e uma forma de captação de investimentos externos. Assim, entendemos que eventos emblemáticos são capazes de remodelar os desenhos urbanos, transformando a malha urbana (como na recepção de grandes eventos esportivos) e propiciando a facilidade em reunir parcerias. Ademais, a criação de um slogan e logotipo é de suma relevância para estabelecer o sentimento de pertencimento dos cidadãos, pois uma abordagem direta e de grande impacto beneficia a relação entre cidade, cidadãos e gestão pública.


Sobre o Público Alvo

Além disso, é importante questionar qual o principal público alvo que o marketing urbano abarca. Entendemos que é essencial que os habitantes do município se sintam satisfeitos com as mudanças proporcionadas pelo marketing urbano e que essas estejam de acordo com as necessidades dos eleitores, em se tratando de um processo de gestão municipal. Com isso, apreendemos que os interesses e influências indiretas sobre a marca da cidade são mais facilmente estabelecidos em cidades de médio porte do que em cidades globais, pois no primeiro tipo grupos de interesses locais participam mais ativamente na construção e compreensão da imagem da cidade, que em geral ainda não está consolidada (ou não é tão difícil de consolidar), ao contrário de uma cidade global. A forma como a imagem da cidade é defendida por parte dos cidadãos e líderes de opinião, como músicos, escritores ou empresários também é de suma importância.


Fontes:

Biblioteca Digital | Urbanismo Pop! | Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional



Agende um diagnóstico gratuito!

arrow&v
arrow&v

© 2020 | Empresa Júnior de Relações Internacionais da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais de Franca, São Paulo.